Os avanços tecnológicos têm impacto direto num negócio (e não estamos falando apenas de produtividade). Volta e meia, as organizações precisam se adaptar às demandas do mercado, o que também significa modificar a estrutura de comando da empresa. Por exemplo, a figura do CISO têm ganhado cada vez mais destaque. Você sabe do que se trata?

O que um CISO faz

CISO é a sigla para Chief Information Security Officer. Trata-se do profissional responsável pela segurança de dados numa companhia.

Em tempos de serviços na nuvem e trocas de informações pela internet, essa área se mostra particularmente relevante. Porém, talvez a melhor maneira de mostrar a importância do cargo seja descrevendo algumas de suas responsabilidades. Elas incluem:

– Análise em tempo real de possíveis ameaças ou brechas nos sistemas de proteção de dados;

– Triagem quando ocorre algum incidente mais grave;

– Investigação para saber a causa de eventuais problemas, bem como para determinar maneiras de evitar a repetição dos erros;

– Ações de ciberinteligência, ajudando os executivos a compreender os problemas que possam surgir com a compra de novos equipamentos ou a migração de softwares;

– Prevenção à perda de dados ou a fraudes;

– Atenção às boas práticas para evitar vazamentos de informações, tanto por falha humana quanto por má-fé dos colaboradores;

– Implementação de programas para mitigar riscos;

– Planejamento, compra e instalação de hardware e software que melhorem a arquitetura de segurança da organização;

– Gerenciamento dos sistemas, garantindo que apenas pessoal autorizado tenha acesso a dados restritos;

– Gestão da área para assegurar que todos os processos estejam alinhados e que os recursos financeiros alocados sejam compatíveis com as necessidades.

Basicamente, deu para ver que o CISO entende de TI. Porém, mais que conhecimento técnico, esse executivo deve desenvolver um pensamento estratégico, alinhado com os objetivos da empresa. Familiaridade com administração e finanças também são habilidades necessárias para o desenvolvimento de um trabalho eficiente.

Diferenças entre CIO, CTO e CISO

Os grandes players do mercado já estão familiarizados com outras siglas, como CIO e CTO. Essas funções também são relativas à tecnologia, mas diferem-se das atribuições de um CISO. Veja bem.

O Chief Information Officer (CIO) lida com a parte operacional da TI. Seu papel é assegurar que os equipamentos e os sistemas funcionem. Ele trata das operações internas do negócio, definindo padrões e procedimentos que deverão ser adotados pela equipe. Também pode se encarregar de treinamentos.

Por sua vez, o Chief Technology Officer (CTO) busca novas tecnologias para manter a empresa competitiva. Esse profissional tem o foco em soluções de longo prazo. Por exemplo, pode propor a migração e a integração de sistemas para elevar a produtividade ou a lucratividade. Geralmente, está subordinado ao CIO.

Já o CISO se preocupa exclusivamente com a segurança de dados. O Chief Information Security Officer se reporta diretamente ao diretor ou CEO da organização. Seu papel é estratégico, na medida em que monitora e analisa riscos em potencial para impedir o vazamento de informações. Trata-se de uma responsabilidade imensa, visto que os ciberataques estão cada vez mais sofisticados.

Quer saber mais? Então continue a leitura e veja por que seu empreendimento precisa de um vCISO. Até a próxima!

FECHAR [X]

Quer entender como serviços gerenciados poderão impactar em sua empresa?

Você também pode ligar para nós e conversar com um consultor

51 3061-4446

X

NOVO E-BOOK IMPACTO
DA TI

NO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DAS EMPRESAS

Esse ebook ajudará a entender o real impacto da TI no planejamento estratégico da sua empresa!