A popularização da infraestrutura de TI na nuvem parece ser um caminho sem volta. De acordo com a pesquisa Global CIO 2018, 90% dos entrevistados afirmam que suas organizações utilizam cloud computing. O estudo foi feito com 1.473 participantes de 71 países, inclusive o Brasil.

Tal informação não chega a ser uma surpresa, pois reflete a evolução do mercado. Basta pensar na própria internet: era artigo de luxo algumas décadas atrás, mas agora não pode faltar numa empresa.

O mesmo ocorre com os serviços na nuvem. No início, abdicar de servidores próprios e armazenar arquivos apenas na web pareciam práticas inseguras. Hoje, porém, esses temores estão ficando para trás.

Vantagens da infraestrutura na nuvem

Nunca é demais destacar as vantagens de uma infraestrutura de TI nesses moldes. Na opinião dos CIOs citados anteriormente, os principais motivos para a adoção de cloud computing são ganho de escalabilidade, agilidade comercial e redução de custos.

Isso se deve ao fato de que manter um data center próprio é caro demais. As plataformas precisam ser atualizadas constantemente para frear ameaças à segurança. (Vale lembrar que vírus e malwares estão cada vez mais sofisticados.)

Além disso, os equipamentos demandam manutenção periódica, ou mesmo substituição de maquinário. Poucos empreendimentos, especialmente os de pequeno porte, têm fôlego financeiro para investir tanto em tecnologia.

Com o modelo de infraestrutura na nuvem, ou Infrastructure as a Service (IaaS), paga-se apenas pelo serviço utilizado. Assim, os gestores não precisam movimentar grandes somas de dinheiro para manter seus bancos de dados atualizados e seguros. Resultado: eles podem competir com as marcas mais tradicionais do mercado e conquistar credibilidade junto aos clientes.

Como a nuvem garante a segurança dos dados

A proteção das informações é um dos maiores trunfos de qualquer empreendimento. Imagine uma loja virtual: ela precisa resguardar números como o CPF e o cartão de crédito dos consumidores. Esse cuidado evita que o público seja vítima de fraudes.

Outro caso ilustrativo são os laboratórios e clínicas de exames. Esses lugares lidam com dados sensíveis e, muitas vezes, sigilosos dos pacientes. Um ataque cibernético poderia corromper o sistema e expor todo o histórico de saúde da clientela a pessoas mal intencionadas.

Portanto, preocupar-se com segurança da infraestrutura nunca será exagero. Afinal, a confidencialidade das informações reflete que a empresa é confiável.

O erro está em achar que a nuvem pública não garante tanta confiança. Na verdade, ocorre justamente o contrário. As grandes companhias de IaaS rodam soluções muito mais robustas e atualizadas. Em geral, sua capacidade de identificar e minimizar riscos supera bastante a capacidade individual de um pequeno estabelecimento.

Por exemplo, um ataque de DDoS ao servidor da empresa torna-a vulnerável a brechas de segurança. Porém, ao se usar uma estrutura na nuvem, o serviço contratado terá protocolos mais rápidos e eficientes para mitigar danos.

Claro que a migração para o sistema de cloud exige alguns procedimentos para se operar em modo seguro. A equipe deve seguir boas práticas, como jamais abrir links ou anexos suspeitos de e-mails. Ainda assim, no fim das contas, vale a pena confiar no IaaS.

Quer saber como aplicar essas soluções ao seu negócio? Então entre em contato com a NetFive e solicite um orçamento.

FECHAR [X]

Quer entender como serviços gerenciados poderão impactar em sua empresa?

Você também pode ligar para nós e conversar com um consultor

51 3061-4446

X

NOVO E-BOOK IMPACTO
DA TI

NO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DAS EMPRESAS

Esse ebook ajudará a entender o real impacto da TI no planejamento estratégico da sua empresa!