As ameaças digitais vêm crescendo de maneira alarmante nos últimos anos. Isso tem levado empresas de todos os tamanhos a investirem em cibersegurança de uma maneira mais estratégica. Parte dessa abordagem consiste em contratar um Chief Information Security Officer (CISO), especialista em soluções para minimizar os riscos do negócio.
Só que nem todas as companhias têm recursos financeiros para sustentar esse tipo de talento – sem contar que há falta de mão de obra especializada no mercado. Então, o CISO virtual, ou vCISO, se mostra como uma alternativa mais viável aos pequenos e médios empreendimentos.

vCISO ajuda a identificar problemas de cibersegurança

Um CISO virtual é uma ótima opção para as organizações que precisam reforçar a segurança digital, mas não têm condições de fazer isso por conta própria. Como qualquer consultoria, esse tipo de profissional pode ser contratado por demanda (para um projeto específico) ou por períodos mais longos, pré-determinados.
Entre as funções, estão avaliar os riscos imediatos, propor boas práticas para as equipes e criar um programa de cibersegurança personalizado para a companhia. Além disso, o vCISO também pode ser necessário para adequar alguns procedimentos à legislação. Por exemplo, muito se discute sobre política de proteção dos dados dos clientes, o que pode demandar ajustes na tecnologia usada atualmente.
Hoje se sabe com propriedade dos custos que uma brecha de segurança envolve. Fora os gastos monetários para recuperar data centers corrompidos, há toda uma reputação de marca que se perde, no caso de vazamento de informações da clientela. Justamente por isso, o poder público e a sociedade em geral vêm cobrando meios de resguardar com mais robustez esses dados.
Pequenas e médias empresas enfrentam as mesmas questões de cibersegurança que as grandes corporações. A diferença está na falta de recursos para enfrentar os criminosos virtuais. Por isso, confiar em parcerias como o vCISO pode ser uma solução estratégica.

Ciberataques comprometem pequenas e médias empresas

Claro que contar com um CISO exclusivamente dedicado ao seu negócio seria o melhor dos mundos. No entanto, como mencionado anteriormente, há uma escassez de talentos aptos à função. Já as pessoas capacitadas cobram valores impeditivos para trabalhar full time num único projeto.
Acontece que um ciberataque pode custar ainda mais caro. Imagine um laboratório de exames clínicos, uma escola ou uma modesta loja virtual de nicho. Todos esses empreendimentos lidam com dados sigilosos do público, do histórico de saúde ao número do cartão de crédito. E se esse conteúdo cai em mãos erradas?
Um vCISO pode ajudar – e por valores bem mais módicos. A consultoria mostra quais áreas devem ser priorizadas e quais soluções de TI são as mais adequadas àquela realidade. Assim, não há risco de desperdício de recursos com tecnologia cara e ineficiente. É possível alocar o orçamento com racionalidade e precisão.
Em resumo, um vCISO é indispensável para qualquer empresário que entenda o valor da cibersegurança nos dias de hoje. Se você compreende os riscos que corre, mas não sabe por onde começar para resolvê-los, conte com a colaboração de especialistas.
Esperamos que o artigo de hoje tenha sido útil. Continue de olho no blog da NetFive para mais novidades!

FECHAR [X]

Quer entender como serviços gerenciados poderão impactar em sua empresa?

Você também pode ligar para nós e conversar com um consultor

51 3061-4446

X

NOVO E-BOOK IMPACTO
DA TI

NO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DAS EMPRESAS

Esse ebook ajudará a entender o real impacto da TI no planejamento estratégico da sua empresa!