Optane DC Persistent Memory: 1000 vezes mais rápido que SSD

Optane DC Persistent Memory: 1000 vezes mais rápido que SSD

A Intel lançou recentemente a Optane DC Persistent Memory. Trata-se de uma memória não volátil que armazena dados. Essa novidade é um avanço significativo na melhora de desempenho de servidores. Fique conosco para saber mais.

O avanço dos dispositivos de armazenamento

Nos últimos anos, vivenciamos melhoras exponenciais de performance de dispositivos de armazenamento. O disco SSD foi o primeiro grande avanço.

Até então, o tempo de transferência de dados dos discos mecânicos, conhecido como latência, era muito grande. Isso acabava comprometendo o funcionamento dos servidores pelo tempo de operação para cada leitura e gravação – 1 milhão de vezes mais lento que o tempo de operação da CPU. A necessidade de uma melhora era óbvia e urgente.

Com o SSD, a latência ficou cem vezes mais eficiente. A melhora nos servidores foi bastante considerável.

Ainda assim, havia como ficar ainda mais rápido, pois o disco SSD usava o barramento do disco mecânico. Em outras palavras, seu potencial era limitado pelo modelo antigo de acesso aos dados.

Para resolver o problema do barramento antigo, foi criado o NVMe, ou seja, memória não volátil express. Esse é um disco SSD que usa outro tipo de barramento. Em vez de ter o backplane dos discos ligados numa controladora RAID, o backplane NVMe é ligado diretamente no barramento PCI-Express. Desse modo, a latência ficou dez vezes menor.

Em 2016, a Microsoft fez um laboratório de hiperconvergência com servidores Windows 2016 usando Hyper-V, Storage Spaces Direct e discos NVMe. Chegou-se a impressionantes 6,6 milhões de operações de storage (IOPS) por segundo. Porém, ainda havia oportunidade para melhorar o desempenho dos servidores.

Optane DC Persistent Memory: cada vez menos latência

Com o lançamento da Intel, a performance para ambientes hiperconvergentes foi levada a outro nível. O acesso aos dados está literalmente ao lado da CPU. A latência é cem vezes mais rápida que a do NVMe e mil vezes mais rápida que o SSD. Confira o comparativo no gráfico abaixo.

imagem

Latência de operação

No fim do ano passado, o mesmo laboratório da Microsoft citado anteriormente realizou outro teste. Dessa vez, usou-se Windows 2019 e hardware atual, com discos NVMe para armazenamento e Intel Optane DC Persistent Memory como cache. A performance chegou a incríveis 13 milhões de IOPS.

Impressionante, não é mesmo? E, nos próximos anos, poderemos ver esse processo melhorar ainda mais. É que sistemas operacionais e programas ainda não estão preparados para usar uma memória de dados persistente. Eles entendem que é necessário carregar o dado na memória ao abrir um programa ou reiniciar o servidor.

Imagine quando esse tipo de operação não for mais realizado. O processo de boot não será mais necessário. Tampouco será preciso carregar dados na memória para abrir um programa, uma vez que eles já estarão lá. Você poderá desligar o servidor, e quando ligar, tudo estará exatamente igual e rodando como se não tivesse sido desligado. Alguma dúvida de que chegaremos lá em breve?

 

signature-henrique

Investimento em TI traz vantagens competitivas ao negócio

Investimento em TI traz vantagens competitivas ao negócio

Investir em TI significa estar à frente da concorrência. Isso porque as soluções tecnológicas garantem uma visão holística do negócio. Assim, os gestores podem tomar decisões mais acertadas, o que proporciona vantagens competitivas no mercado. Veja como esse potencial se aplica na prática.

As vantagens competitivas da TI

Dentre os muitos benefícios que uma infraestrutura de TI oferece, destacamos a automatização dos processos. É esse ganho que eleva a produtividade, diminui os custos e reduz a possibilidade de erros no dia a dia. Vamos a um exemplo ilustrativo.

Digamos que uma indústria de biscoitos produziu 500 unidades num dia, mas os vendedores não tinham essa informação. Então, eles negociaram um lote de 1000 pacotes para o supermercado, sem saber que a fábrica não conseguiria suprir a demanda. O problema ocorreu porque os setores não dialogaram entre si.

Salvas as proporções, é mais ou menos isso que acontece quando uma companhia não tem sistemas interligados.  Porém, com soluções de TI, é possível registrar automaticamente a capacidade de produção. Os relatórios são atualizados em tempo real, facilitando a comunicação entre os colegas.

Desse modo, o diretor consegue alinhar as metas de cada área da empresa. Também pode identificar gargalos e propor melhorias para elevar a entrega. Pode ser que o sistema sinalize máquinas inoperantes com frequência. Se for o caso, deve-se substituir os equipamentos por modelos mais eficientes, que não requeiram tanta manutenção. Logo, a indústria retoma a plena atividade e torna-se mais produtiva.

O melhor de tudo é a precisão dos dados. As equipes sabem exatamente quantos pacotes de biscoito a fábrica produz, qual é a quantidade de ingredientes necessária e em quanto tempo a próxima fornada fica pronta. Não há risco de quebra de mercadoria nem de desperdício de insumos, pois a empresa pode adquirir a quantidade certa de farinha, fermento e açúcar da qual precisa.

Em resumo, a TI ajuda na gestão de processos. Imagine o que ela pode fazer em seu estabelecimento…

Como seu negócio pode se beneficiar com a TI

O exemplo descrito acima se adapta a qualquer segmento do mercado. Do escritório ao salão de beleza, da loja de departamentos ao mercadinho de esquina, sempre há processos que podem ser otimizados.

Aqui no blog, já falamos algumas vezes sobre as vantagens competitivas da TI. Temos posts detalhados sobre redução de custos operacionais e aumento da produtividade nos negócios. Só que não existe uma única receita que funcione para todos os nichos. Cada empreendimento demanda abordagens específicas.

Por essa razão, costumamos dizer que a tecnologia da informação não se resume a computadores e softwares. Ela atua como um braço estratégico das decisões corporativas. O monitoramento constante dos sistemas colabora para prevenir riscos, dirimir falhas e alocar os recursos de maneira mais eficiente, mas as soluções devem estar alinhadas aos objetivos da empresa.

Quer saber mais sobre as vantagens da TI? Então acesse os links e continue a leitura! Temos certeza de que, com a ajuda de profissionais especializados, você terá as ferramentas para desbancar a concorrência e conquistar cada vez mais sucesso.

 

Wi-Fi 6 – melhorias nas conexões de rede sem fio

Wi-Fi 6 – melhorias nas conexões de rede sem fio

A tecnologia 802.11ax – ou Wi-Fi 6 – traz uma série de melhorias em relação a tecnologia anterior, a 802.11ac. A estimativa é que ao longo de 2019 a nova tecnologia comece a ser usada nas organizações.

Segue abaixo uma análise dos principais pontos sobre a nova tecnologia:

Maior número de dispositivos conectados

Celulares, computadores, tablets, consoles e IoT em geral estão cada vez mais tomando conta de nossas redes. Sendo estruturada para suportar cenários assim, a nova tecnologia promete suportar até 8 dispositivos SEM perder performance em nenhum deles. Atualmente, os access points dividem a largura de banda entre os dispositivos.

Menor consumo de energia

Mais performance, mais robustez, mais segurança. Isso significa maior consumo de energia? Nem sempre. A Wi-Fi 6 possui o recurso “Target Wake Time” que, em horário programados, valida o status do dispositivo (um celular por exemplo). Desta forma economizamos mais energia em relação a validação constante, como acontece hoje em dia.

Segurança

Existem uma série de recursos específicos para que o roteador Wi-Fi 6 seja homologado pela Wi-FiAlliance, um deles é suportar WPA3.

Velocidade

A melhoria mais esperada, chegando a 9,6Gbps e 60% menos latência. Funcionando nas frequências 2,4GHz e 5GHz.A tecnologia atual chega no máximo a 3.5Gbps.

Para funcionar tanto o access point como o dispositivo cliente devem suportar a nova tecnologia. Atualmente o Samsung Galaxy S10 é um dos únicos que já vem pronto para a tecnologia.

 

signature-norton

Cibersegurança: por que sua empresa precisa de um vCISO

Cibersegurança: por que sua empresa precisa de um vCISO

As ameaças digitais vêm crescendo de maneira alarmante nos últimos anos. Isso tem levado empresas de todos os tamanhos a investirem em cibersegurança de uma maneira mais estratégica. Parte dessa abordagem consiste em contratar um Chief Information Security Officer (CISO), especialista em soluções para minimizar os riscos do negócio.
Só que nem todas as companhias têm recursos financeiros para sustentar esse tipo de talento – sem contar que há falta de mão de obra especializada no mercado. Então, o CISO virtual, ou vCISO, se mostra como uma alternativa mais viável aos pequenos e médios empreendimentos.

vCISO ajuda a identificar problemas de cibersegurança

Um CISO virtual é uma ótima opção para as organizações que precisam reforçar a segurança digital, mas não têm condições de fazer isso por conta própria. Como qualquer consultoria, esse tipo de profissional pode ser contratado por demanda (para um projeto específico) ou por períodos mais longos, pré-determinados.
Entre as funções, estão avaliar os riscos imediatos, propor boas práticas para as equipes e criar um programa de cibersegurança personalizado para a companhia. Além disso, o vCISO também pode ser necessário para adequar alguns procedimentos à legislação. Por exemplo, muito se discute sobre política de proteção dos dados dos clientes, o que pode demandar ajustes na tecnologia usada atualmente.
Hoje se sabe com propriedade dos custos que uma brecha de segurança envolve. Fora os gastos monetários para recuperar data centers corrompidos, há toda uma reputação de marca que se perde, no caso de vazamento de informações da clientela. Justamente por isso, o poder público e a sociedade em geral vêm cobrando meios de resguardar com mais robustez esses dados.
Pequenas e médias empresas enfrentam as mesmas questões de cibersegurança que as grandes corporações. A diferença está na falta de recursos para enfrentar os criminosos virtuais. Por isso, confiar em parcerias como o vCISO pode ser uma solução estratégica.

Ciberataques comprometem pequenas e médias empresas

Claro que contar com um CISO exclusivamente dedicado ao seu negócio seria o melhor dos mundos. No entanto, como mencionado anteriormente, há uma escassez de talentos aptos à função. Já as pessoas capacitadas cobram valores impeditivos para trabalhar full time num único projeto.
Acontece que um ciberataque pode custar ainda mais caro. Imagine um laboratório de exames clínicos, uma escola ou uma modesta loja virtual de nicho. Todos esses empreendimentos lidam com dados sigilosos do público, do histórico de saúde ao número do cartão de crédito. E se esse conteúdo cai em mãos erradas?
Um vCISO pode ajudar – e por valores bem mais módicos. A consultoria mostra quais áreas devem ser priorizadas e quais soluções de TI são as mais adequadas àquela realidade. Assim, não há risco de desperdício de recursos com tecnologia cara e ineficiente. É possível alocar o orçamento com racionalidade e precisão.
Em resumo, um vCISO é indispensável para qualquer empresário que entenda o valor da cibersegurança nos dias de hoje. Se você compreende os riscos que corre, mas não sabe por onde começar para resolvê-los, conte com a colaboração de especialistas.
Esperamos que o artigo de hoje tenha sido útil. Continue de olho no blog da NetFive para mais novidades!

Infraestrutura na nuvem diminui riscos de segurança

Infraestrutura na nuvem diminui riscos de segurança

A popularização da infraestrutura de TI na nuvem parece ser um caminho sem volta. De acordo com a pesquisa Global CIO 2018, 90% dos entrevistados afirmam que suas organizações utilizam cloud computing. O estudo foi feito com 1.473 participantes de 71 países, inclusive o Brasil.

(mais…)

Cloud pública X Cloud privada: qual é a melhor para sua empresa?

Cloud pública X Cloud privada: qual é a melhor para sua empresa?

O data center é o “coração” de um sistema de TI.  Lá são armazenadas, processadas e distribuídas as informações da rede. Portanto, é preciso encontrar uma solução que atenda às demandas de sua empresa. Tanto a Cloud pública quanto a Cloud privada (infraestrutura local) apresentam vantagens.

(mais…)

FECHAR [X]

Quer entender como serviços gerenciados poderão impactar em sua empresa?

Você também pode ligar para nós e conversar com um consultor

51 3061-4446

X

NOVO E-BOOK IMPACTO
DA TI

NO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DAS EMPRESAS

Esse ebook ajudará a entender o real impacto da TI no planejamento estratégico da sua empresa!